Candidaturas

Aberto novo ciclo de candidaturas do Programa UPskill, de 20 Janeiro a 23 Fevereiro 2022

Período de candidatura

Nesta 2.ª edição o Programa UPskill vai decorrer por períodos de candidatura (ciclos), de acordo com as ações de formação que forem sendo criadas conforme com as necessidades das Empresas.

O 1º ciclo de candidaturas decorreu entre 14 outubro e 26 novembro 2021.

O 2º ciclo de candidaturas está aberto, de 20 janeiro a 23 fevereiro 2022.

Os candidatos não colocados no 1º ciclo transitam automaticamente para o 2º ciclo, podendo realizar novamente os testes (se assim o entenderem) e redefinir as suas opções em termos de ações formativas. Realçamos:

  • Os candidatos que transitam do 1º ciclo têm que proceder obrigatoriamente a uma nova seleção de tecnologia e local para submeterem de novo a sua candidatura, na medida em que as ações de formação mudaram;
  • Se o Candidato optar por realizar novamente os Testes a nova avaliação será a APLICADA, quer nos testes psicométricos, quer no teste de inglês. Optando por não repetir, será considerado o resultado da avaliação já realizada (psicométricos e inglês). Não é possível realizar apenas uma das provas. A repetição dos testes é integral: testes psicométricos e teste de inglês.

Macro-cronograma da 2ª edição do Programa UPskill:

Ações de formação já confirmadas para o 2º ciclo de candidaturas:

Morada Polo de Sintra ISCTE – Rua Retiro dos Pacatos 50 Edifício Startup, 2635-224 Rio de Mouro (Sintra)

Notas:
1 – As Ações do IPS e do ISCTE inserem-se em pedidos de empresas da zona da Grande Lisboa e Península de Setúbal. No caso do Pólo de Sintra do ISCTE (localizado na Startup Sintra) é assegurado transporte em autocarro do ISCTE a partir da estação de comboios de Rio de Mouro.
2 – As ações previstas para o IPCA e IPP correspondem à agregação de pedidos de Empresas das regiões do Porto e de Braga, pelo que a vaga de emprego se situará numa destas zonas.

Ações de Formação em análise, mas ainda não confirmadas:

Legenda dos requisitos
B – Primeiro ciclo do ensino superior – Licenciatura pós-Bolonha
C – Ensino secundário completo (ou equivalente), sendo dada preferência a candidatos com 1º ciclo do ensino superior (Licenciatura pós-Bolonha)

Esta informação vai sendo aqui atualizada.

Os ciclos de candidaturas correspondem ao processo de viabilização de criação de ações de formação, ou seja, à indicação de vagas por parte das empresas, numa dada tecnologia/localização, seguida de validação de existência de condições para realizar a formação (nomeadamente: logística, formadores, plataformas de suporte, etc.).

Esperamos pela sua candidatura e, porque queremos contribuir também para a igualdade de género, apelamos à adesão de todas as mulheres que queiram iniciar uma nova carreira numa área promissora como é a das TIC.

Contamos realizar, em datas a anunciar, webinars sobre as várias ações de formação, explicando o seu conteúdo e as oportunidades profissionais associadas.

Vamos atualizando o calendário de eventos a realizar e disponibilizar a ficha para registo na página de ‘Eventos’.

Como realizar a candidatura?

Consulte AQUI o detalhe do processo de candidatura nas ações de formação.

  1. Registo dos dados do candidato – Numa primeira etapa do processo, o candidato deverá apresentar no portal do Programa a sua candidatura, fornecendo os necessários elementos de identificação e indicando as áreas de formação que considera ser as que mais lhe interessa frequentar.
  2. Testes – Após a etapa anterior e desde que o candidato tenha fornecido a informação necessária e reúna as condições mínimas para frequentar o Programa, irá receber no e-mail de contato que indicou, um link para acesso ao portal onde realizará um conjunto de testes. (3 testes avaliação de raciocínio lógico) e teste de Inglês.
  3. Entrevista – Tendo por base a avaliação efetuada no processo anteriormente descrito e a ordem aí estabelecida, os candidatos serão chamados para uma entrevista, em princípio presencial a realizar pelo IEFP, e, nalguns casos, por representante da Empresa.
  4. No fim deste processo, e tendo como referência que o número de candidatos a admitir está diretamente dependente das necessidades apresentadas pelas Empresas, serão admitidos nas ações de formação os candidatos para as turmas disponibilizadas. A ordem de admissão é a que resultar da avaliação obtida nos testes referidos nos pontos anteriores.

Quem se pode candidatar?

Quem estiver desempregado ou em situação de subemprego. Tipicamente com licenciatura pós-Bolonha (algumas ações podem exigir somente o secundário, pelo que recomendamos a consulta da lista de ações de formação) e com bom domínio de Inglês (B2), pois nesta área é a língua mais usada na interação entre equipas e no acesso à literatura técnica.

Como é efetuada a colocação nas ações formativas?

Consulte AQUI o detalhe do processo de colocação nas ações de formação.

Tenho de ter conhecimentos técnicos prévios?

Não, a formação cobrirá todas as bases necessárias para que se possa efetuar uma real requalificação e o novo profissional possa enfrentar o mercado de trabalho, na área que selecionou.

Para os candidatos que queiram desde já antecipar o seu caminho na programação e/ou reforçar algumas competências, disponibilizamos o acesso à plataforma +DIGIAULA da Accenture (parceira do programa UPskill), que disponibiliza cursos de sensibilização para a programação e cursos de desenvolvimento de competências digitais.

Porque não começar já o seu processo de formação?

Última atualização
26 janeiro 2022